Category CRÔNICAS

Juventude marcada

O que existe por trás das minhas tatuagens

Das pessoas que deixam recados na minha página on-line, há um ser em específico que chama a minha atenção. Toda vez que esse donzelo escreve algo, ou até mesmo remete um tolo sinal de “curti”, por mais boba que seja a postagem, repentinamente meu coração dispara em uma explosão de risos. Não que eu goste dele romanticamente, longe disso. Apesar de já ter sido apalermada por esse personagem, em algum lugar do passado, a questão

continuar lendo

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

O enterro do Grunge

Fim do Grunge

“Você parece mais triste com a morte do Chris Cornell do que com o fato de que você fez um aborto… ’’ ‒ disse-me uma amiga, outro dia, ao telefone.

***

Seja ele alegre e cheio de vida, ou morrendo aos poucos diante de nossos olhos, a morte de um artista amado sempre vem como uma pancada violenta porque, até certo ponto, essas pessoas estão congeladas

continuar lendo

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

O que é o amor?

amor

 

Ter como pré-requisito bens materiais para se relacionar com o outro, não é amor, mas prostituição disfarçada. Aliás, a única profissão em ascensão nesses tempos de crise é a prostituição física, afetiva e moral. Há quem diga que gostar de alguém nada mais é do que uma troca. Isso é comércio. Afeto real não é comprado, trocado ou alugado. Existem também aqueles que acreditam que a estética conduz à felicidade amorosa.

continuar lendo

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Tem quem goste

odeioverãoecalor

 

Tem quem goste de sair do banho e, antes de se secar, já estar com cara de final de festa…

Mas não eu

Tem quem goste de torrar ao sol de 45 graus com uma sensação térmica de quase 52ºC…

Mas não eu

Tem quem goste de se banhar em águas turvas com a presença permanente de esgoto…

Mas não eu

Tem quem goste de andar quase pelado, com pouca roupa — e,

continuar lendo

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Atenção

otempovoa

 

A morte não perdoa ninguém. Fato. A existência de todos é pautada por perdas. Grande verdade. Estar vivo significa perder sempre algo. Inevitavelmente. De igual modo viver é maravilhoso, principalmente, pois não há limites para a criação humana. Para a amizade. Para a camaradagem. Pro recomeço. Para os encontros especiais. E sem esquecer do amor livre de segundas intenções. Mas fiquem atentos porque a vida não passa de um susto. Ou

continuar lendo

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+